IMPACTO - 10-07-2020

(IMPACTO) #1

6
10 DE JULHO DE 2020


Na ‘capital estadual do bitrem’, Sest Senat


reforça compromisso de contribuir para


desenvolvimento do transporte


JOÃO VINÍCIUS
[email protected]


Praticamente às margens da SP-
294 (rodovia Comandante João Ribei-
ro de Barros), a nova unidade do Sest
Senat (Serviço Social do Transporte
e Serviço Nacional de Aprendizagem
do Transporte) amplia os serviços de
qualificação profissional e de saúde
aos trabalhadores do transporte, aos
seus dependentes e a toda comunida-
de regional.
O espaço, com cerca de 2 mil me-
tros quadrados de área construída,
fica na entrada de Osvaldo Cruz em
ponto estratégico para atender a de-
manda de 25 municípios, de Tupã a
Panorama.
A gerente do Sest Senat, Sílvia He-
lena Dias de Oliveira, recebeu o IM-
PACTO nesta semana, apresentando
a unidade inaugurada em março na
cidade conhecida como ‘capital esta-
dual do caminhão bitrem’.
Apesar de ainda não estar contri-
buindo para o setor de transporte da
região, já que logo após a inauguração
houve paralisação das atividades se-
guindo os decretos estadual e munici-
pal referentes ao novo coronavírus, a
unidade está preparada para atuar na
transformação da realidade do trans-
porte rodoviário na Alta Paulista.


ESTRUTURA FÍSICA
A estrutura é dividida em dois nú-
cleos, de desenvolvimento profissio-
nal e de saúde. Cada área é equipada
com os equipamentos mais moder-
nos do mercado, visando ser suporte
para 717 empresas do transporte ro-
doviário na região, além dos colabora-
dores e familiares.
A área de desenvolvimento pro-
fissional conta com o simulador de
direção de caminhão, carreta e ôni-
bus. “Essa tecnologia de ponta visa
aperfeiçoar motoristas profissionais,
com foco na prevenção de acidentes
e na condução eficiente e econômica”,
destaca Sílvia. Além disso, a unidade
tem três salas de aula, com capacida-


Unidade atende 25 municípios da região, que tem 717 empresas no segmento de transporte rodoviário


de para 25 alunos cada, e um labora-
tório de informática, com capacidade
para 18 alunos.
Já a área de saúde está equipada
para prestar atendimentos em fisiote-
rapia, psicologia, nutrição e odontolo-
gia clínica em quatro consultórios. “O
sistema é todo interligado. O motoris-
ta, por exemplo, pode iniciar o trata-
mento em Osvaldo Cruz e finalizá-lo
no Amazonas”, destaca a gestora.
E a construção é sustentável: a
unidade tem sistema de energia foto-
voltaica, iluminação em LED e depó-
sito para armazenamento de águas
pluviais, para aproveitar a água da
chuva.

RESPONSABILIDADE
SOCIAL
Toda a estrutura construída em
Osvaldo Cruz reforça a responsabi-

lidade social do Sest Senat em dispo-
nibilizar atendimento especializado
para os trabalhadores do setor. A uni-
dade é a 29ª do estado de São Paulo,
que possui estruturas similares em
apenas cidades do porte de 200 mil
habitantes.
“O Sest Senat é para ser utiliza-
do pelo trabalhador do transporte.
Toda essa estrutura só faz sentido se
atingir seu público-alvo, proporcio-
nar mais qualificação e qualidade de
vida. Em breve nossa equipe iniciará
a visita em todas empresas do setor
na região para mostrar que estamos
prontos para fazer a diferença”, dis-
se Sílvia. “E assim que as legislações
permitirem, iniciaremos os cursos, os
atendimentos, e estamos abertos para
atender a comunidade do transporte
rodoviário”, convida a gerente.
Mais informações: (18) 99825-3274.

Área Azul só será
retomada após fim da
pandemia

Câmara autoriza repasse
de R$ 80 mil para Santa
Casa
O prefeito de Osvaldo Cruz,
Edmar Mazucato (PSDB), san-
cionou lei que regulariza o fun-
cionamento da Área Azul, a área
de estacionamento controlado no
centro da cidade.
“Sancionamos, mas já com
um dispositivo em que determina
a possibilidade de retomada da
Área Azul apenas a partir do fim
da pandemia. Outro cuidado é que
o sistema será modernizado, com
utilização de meios eletrônicos de
operação”, disse ao reforçar que
só após a reabertura do comércio é
que o serviço será licitado.
Outro aspecto lembrado por
Mazucato é que o valor cobrado
será o mesmo para aqueles que
utilizavam o sistema rotativo de
estacionamento municipal ante-
riormente.

Dentro da verba a que tem direito
no orçamento municipal, a Câmara
de Osvaldo Cruz autorizou a Prefeitu-
ra a repassar mais R$ 80 mil à Santa
Casa local.
Os recursos se somam a outros R$
80 mil anteriormente autorizados, to-
talizando até agora R$ 160 mil, todos
destinados ao único hospital da cida-
de. “Se analisarmos os valores é como
se houvesse uma doação de emen-
da de um deputado. Geralmente as
emendas são em torno de R$ 100 mil.
E foi com economia que conseguimos
chegar a esses valores”, disse o presi-
dente da Câmara, Homero Massaren-
te (MDB).
O parlamentar lembrou que o di-
nheiro poderá ser utilizado para que a
Santa Casa cumpra seus compromis-
sos financeiros não apenas em rela-
ção à pandemia da Covid-19.

Osvaldo Cruz


WWW.
IMPACTONOTICIAS.COM.BR/

ACESSE OC


Gerente do Sest
Senat, Sílvia
Helena Dias de
Oliveira, expli-
ca os serviços
disponibilizados
pela unidade de
Osvaldo Cruz | Fo-
to: João Vinícius/
IMPACTO

O seu Jair, Presidente do Brasil, foi diagnosti-
cado com o coronavírus e, analisando a situação,
não deveria chocar ou assustar ninguém. Jair
Bolsonaro foi criticado inúmeras vezes desde
o início da pandemia pela má gestão e também
pelo desrespeito exercido em relação ao dis-
tanciamento social e uso de máscara que, até o
momento, são os maiores preventivos para a
Covid-19. Ministérios vazios e receitas de cloro-
quina, quais são as previssões?

A EFICÁCIA DO USO
Jair Bolsonaro, como de praxe, caminha para
um caminho sem lógica, sem ciência e quebran-
do todos os contratos sociais que dentro de uma
sociedade deveríamos ter.
Após anunciar o seu diagnóstico positivo ao
corona na terça-feira (7), Bolsonaro retirou sua
máscara em meio a uma coletiva com jornalistas
e publicou um vídeo tomando hidroxicloroquina
em suas redes sociais.
“Reação foi quase de imediato [quanto ao
uso de hidroxocloroquina]. Poucas horas depois
já estava me sentindo bem. Reforço aqui o que
médicos tem dito pelo Brasil todo, eu nao sou
médico, eu sou capitão do exército, a hidroxiclo-
roquina, na fases inicial, as chances de sucesso
chega a 100%” - comentou Jair Bolsonaro.
A Revista ‘The New Englad Journal of Me-
dicina’ fundada em 1812 é uma das publicações
científicas mais prestigiadas do mundo, realizou
um estudo com 812 pacientes dos EUA e Canadá,
não tendo encontrado prova da eficácia do uso
da hidroxocloroquina na prevenção da Covid-19.
Um tiro no escuro do Presidente pode custar
muito caro.

E O PAZUELLO?
Atualmente o general Eduardo Pazuello
ocupa o cargo de Ministro da Saúde e mesmo
sem formação para atuar na pasta ele faz a defesa
do uso da hidroxocloroquina, ficando a favor de
Bolsonaro.
Apesar disso, na terça-feira (7) Bolsonaro
afirmou que ele, Pazuello, não permanecerá no
cargo. O chefe do Executivo não deu sinais de
quem será o sucessor.
Em plena pandemia o Ministério da Saúde
está há mais de 53 dias sem um titular e já soma-
mos mais de 66 mil mortes pelo coronavírus.

O BREVÍSSIMO DA EDUCAÇÃO
Se Nelson Teich foi breve no Ministério
da Saúde, Carlos Decotelli foi brevissímo na
Educação deixando assim mais uma lacuna
vazia dentro do atual Governo, muitas perguntas
sem respostas e nada que está tão ruim que não
possa piorar. O nome da semana passada foi
Renato Feder que já recusou o cargo e agora Jair
Bolsonaro já tem o próxímo nome, porém até
o momento, não o divulgou: “Não posso falar
porque o mundo cai na cabeça dele, todo mundo
vai para cima dele, até o que ele fez quando tinha
cinco anos de idade. E ele sabe disso”.
O deputado Major Victor Hugo (PSL-GO)
é considerado “reserva” na pasta, ele pode
atender a militarização do Governo e também
a incompetência.

Em Terra de


Cloroquina


GABRIEL DIAS
Estudante
Q:@gabrie1_dias
E Gabriel Dias
1 impactonoticias.com.br/gabriel
Free download pdf